domingo, 16 de fevereiro de 2014

Não nasci para ser certinha, nasci para ser livre!



Não nasci pra ser certinha. Adequada. Coerente. Nasci pra ser gente. Quebrar regras. Reinventar.

Vivo pra sentir de verdade. Pra marcar. Pra SER. Minha autoestima vai bem sim, muito obrigada.

Não sou obrigada a ser interessante o tempo todo, mas, tenho uma vocação para sinceridade.

Não nasci para ser certinha, a moça "socialmente correta", a exemplar "dona de casa", não, eu nasci para ser livre, e fazer de minha vida o que eu bem entendo!
Enquanto você me julga, outras imploram para ser igual a mim, tentam copiar meus passos, enquanto você me julga, eu sou livre, livre de toda a falsa hipocrisia, e todo o falso moralismo que predomina em uma sociedade onde o maior bem que você poderá conquistar é "ter uma vida comum".
Uma dica?

Não espere de mim apenas o melhor, pois até o meu pior pode te surpreender.

PS: Esse post não se aplica à nenhum de meus ou minhas clientes, nenhuma de minhas amigas, nenhum dos meus casais maravilhosos.
Esse post se aplica justamente a você, sim, você sabe que é você querida!

Beijokas da Mariana 




 



Nenhum comentário:

Postar um comentário